Campanha Mundial de Combate à Tuberculose


Instituto Miguel Arraes debaterá problemas do Nordeste

Entidade lançará, em abril, o Movimento Transforma Nordeste

O Instituto Miguel Arraes começará (IMA) lançará, em abril, o Movimento Transforma Nordeste, através de uma plataforma digital interativa de debate dos problemas e soluções das questões da região. A iniciativa se estenderá por todo ano. Também será feito um seminário sobre os temas. O movimento abrirá o calendário de eventos.

“É missão do IMA e legado de Miguel Arraes a ampla discussão dos problemas e soluções do Nordeste, desde a crise hídrica, o acompanhamento de obras estruturadoras como a Transnordestina – que foi uma lembrança de Arraes ao então presidente Lula, como um resgate de uma obra idealizada por Dom Pedro II –, até assuntos como a segurança pública e o desenvolvimento regional,” comentou Antônio Campos, que presidente o Conselho Deliberativo do IMA.


Olinda em busca de soluções e melhorias

 O Prefeito de Olinda se reuniu-se com lideranças da cidade para debater os problemas que o município enfrenta. Além das visitas nas comunidades que o Prefeito Professor Lupércio vem realizando, está sendo montado um Grupo de Trabalho com o Movimento Social da cidade.

Na ocasião além da UNACOMO/PE o primeiro bate papo foi realizado com os trabalhadores, lideranças comunitárias e sindicais. A ideia é que esse seja um encontro contínuo da Gestão municipal com os envolvidos, na luta pela melhoria da cidade de Olinda.


Meia-passagem aos domingos só com VEM

A partir do próximo dia 26, a meia-tarifa aos domingos nos ônibus da Região Metropolitana do Recife (RMR) passará a ser concedida só a quem utiliza o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM). Quem optar por seguir pagando em dinheiro passa a ter que arcar com o valor inteiro da passagem (R$ 3,20, para o anel A, e R$ 4,40, para o B, por exemplo).

Conforme o Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM), que publicou a medida no Diário Oficial do Estado no último sábado, a extinção do desconto para o pagamento em espécie, que era concedido desde 2004, busca incentivar a migração dos passageiros para a bilhetagem eletrônica e reduzir a quantidade de dinheiro em circulação dentro do transporte coletivo. O problema é que, segundo usuários, a novidade ocorre em meio a deficiências na rede de recarga dos cartões, frequentemente alvo de críticas.

As discussões sobre o tema ocorrem desde o ano passado, quando o cenário era o oposto: só tinha direito à meia-tarifa no primeiro dia da semana quem pagava em espécie. Até que, em setembro, o CSTM publicou uma resolução estendendo o benefício aos usuários do VEM, mas o encerrando para o pagamento em dinheiro em até quatro meses. O prazo terminaria em dezembro, mas foi adiado até esta semana. Vale lembrar que, para ter o desconto, só usando o VEM Comum. A modalidade “Trabalhador” do cartão está fora dessa lista.

Além da meia-tarifa aos domingos, o VEM já é a única forma de pagamento admitida, inclusive em dias úteis, em ônibus de mais de dez linhas que circulam sem cobrador na RMR ou que fazem integração temporal. A dificuldade é encontrar máquinas de recarga que funcionem, principalmente em terminais integrados e estações de BRT. Nas redes sociais, passageiros têm reclamado.

Toda semana essas máquinas estão quebradas, fora do ar”, afirmou a usuária Natália Santos. Queixa parecida à da passageira Lúcia de Fátima. “Andei procurando o cartão em todas as estações e nenhuma tinha para vender”, postou. Em alguns casos, é preciso seguir até o posto do VEM na rua da Soledade, no Centro, para pôr créditos.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Urbana-PE) afirma que tem investido na modernização da bilhetagem eletrônica e na ampliação da rede de venda de créditos, operando com mais de 70 terminais de autoatendimento. Ainda segundo a instituição, também é possível recarregar os cartões em mais de 500 pontos de venda na RMR e por meio do aplicativo Rede Ponto Certo Cartão VEM.

Contudo apresentado o Governo do Estado através do Consórcio Grande Recife, excluem os trabalhadores de usarem o seu VEM, os usuários que não tem acesso ao Cartão e normalmente paga em dinheiro, obrigando a comprar o cartão que custa R$10,00, onde muitas vezes o trabalhador, o estudante e o desempregado tem apenas 01 ou 02 passagens para ir ao seu destino. Além de pagar pelo cartão, somos obrigados a pagar uma taxa todas as vezes que formos recarregar o carão, então pagamos uma conta alta, além do absurdo o valor da passagem anida temos que pagar pela recarga.

Ainda temos a demissão dos trabalhadores que atuam como cobradores, nos ônibus, além de sermos privados da escolha de pagar com cartão ou dinheiro as empresas estão engrossando ainda mais o número de desempregados com a demissão dos cobradores de ônibus.

Não vamos ficar parados, vamos denunciar!!!

Marcos Morais
Presidente da UNACOMO/PE

O Cachorro Teimoso do Jd. Atlântico

O bloco Carnavalesco " O Cachorro Teimoso do Jd. Atlântico" recebeu o certificado como um dos Blocos de Rua mais organizados da cidade de Olinda.

O bloco esteve muito bem organizado, com bastante segurança, contribuiu para o sucesso do Carnaval de Olinda em 2017. Durante almoço especial em restaurante de Olinda o certificado assinado pelo Prefeito Lupércio e pelo Sec. de Cultura Gilberto Sobral foi passado pelo Diretor de Cultura Fred Nobrega as mãos dos diretores do bloco Sr. Pedro Paulo, Presidente do bloco, Sr. Genaldo, Sec. do bloco e ao Sr. Marcos Morais, Tesoureiro do Cachorro Teimoso.

Os presentes no encontro agradeceram a homenagem da prefeitura em nome de toda a sua diretoria, e comprometeram-se que em 2018 iriam se esforçar para realizar um Carnaval melhor ainda.

Inscrições abertas para cursos gratuitos de idiomas da UFPE


A UFPE está com inscrições abertas para cursos gratuitos de inglês, espanhol, francês e alemão. As aulas fazem parte do Programa de Educação Tutorial (PET) Conexões Gestão Política-Pedagógica. São oferecidas 25 vagas para cada turma. Desse total, 60% são para estudantes de escolas públicas. A idade mínima para participar é 16 anos. Os interessados têm até o dia 20 para se inscrever.




Cada turma terá um período de inscrições específico descrito no edital. Para participar, o aluno só terá que pagar uma taxa de matrícula, ao custo de R$ 50.