Boas Festas


PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO – PRONATEC/BSM - OLINDA

Os cursos oferecidos pelo PRONATEC/BSM serão ofertados pelo SENAI, SENAC e os Institutos Federais.

1- Pré-requisitos para participar dos cursos:
 • Idade de 18 anos a 59 anos;
• Estar cadastrado ou em processo de cadastramento no CADÚNICO;
• Ser beneficiário do Programa Bolsa Família ou do Benefício de Prestação Continuada (BPC);
• Qualquer membro da família inscrita no CADÚNICO poderá participar do PRONATEC/BSM, não havendo limite por família;
• Estar cursando entre 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental;
• Apresentar no ato da pré-inscrição: Cópia RG, cópia CPF, Comprovante de residência, Cópia do Cartão do NIS (beneficiário do PBF e seus dependentes), declaração de escolaridade constando a escolaridade, o nome da Escola (pode ser escrita de próprio punho).
2- Local de inscrição:
Para se inscrever a pessoa interessada deverá se dirigir ao CRAS que atende o seu bairro para fazer a pré-matrícula.
3- Mais informações ou dúvidas:
Ligar para: (81) 34296777 – Ramal - 207
Passar email para: pronatec.mds@olinda.pe.gov.br               

Carnaval 2013





Carnaval de verdade é com frevo, suor, feijoada, canja, batida e cerveja, você só encontra em Olinda, no domingo de carnaval às 10h no Bloco O Bonitão e Bonitona da Beira Rio e na quarta feira de cinzas O Papudinho de Santa Rita às 10h.

Antecipe a compra da sua camisa e terás o melhor carnaval da sua vida.

Encomenda de camisa pelos fones: (81)8404-4146/ 9758-1983/ 8461-7554/ 9221-3120 ou pelos e-mail e facebook.



CONVITE


Aprovada Criação do Fundo Nacional de Amparo a Mulheres Agredidas.


Projeto de Jayme Campos prevê o pagamento de auxílio mensal de R$ 622 e treinamento profissional para vítimas de violência doméstica.

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou ontem projeto de lei do senador Jayme Campos (DEM-MT) criando o Fundo Nacional de Amparo a Mulheres Agredidas (FNAMA). As beneficiárias serão mulheres que, em razão da violência doméstica, se separaram de seus maridos ou companheiros.

Pela proposta (PLS 109/12), o FNAMA deverá financiar um auxílio mensal igual ou superior a R$ 622. A ajuda deverá ser concedida por 12 meses e o valor, reajustado anualmente. O fundo também deverá viabilizar a oferta de treinamento profissional, para facilitar a recolocação das vítimas no mercado de trabalho.

A composição do fundo contará com 10% da arrecadação anual de multas penais, doações de pessoas físicas e jurídicas dedutíveis do Imposto de Renda, contribuições governamentais e de organismos internacionais e rendimentos de aplicações dos recursos no mercado financeiro. Em voto favorável, a relatora, senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), ressaltou o impacto social do FNAMA.

Observou que grande parte das vítimas da violência doméstica são mulheres pobres que não podem denunciar os agressores, porque dependem economicamente deles. Para Vanessa, a ajuda ­financeira e o treinamento irão significar uma oportunidade para que essas mulheres reconstruam a vida. Como recebeu decisão terminativa, a matéria não precisa passar pelo Plenário e deverá seguir para a Câmara dos Deputados.

FONTE: Jornal do Senado.

Festa de Final de Ano da Associação de Moradores de Jardim Atlântico.


A Associação dos Moradores do bairro de Jardim Atlântico, confraternizou o final do ano de 2012 com muita alegria, participação e ousadia. A direção da entidade organizou uma belíssima festa, com direito a seresta ao vivo e sorteio de um tablet. 

O evento contou com a participação de muitos moradores e também contou com a presença de algumas autoridades políticas do município, como Gilson Barbosa, secretário de direitos humanos da cidade, Matheus Lins, secretário geral da União da Juventude Socialista (PE) e  Marcos Morais, presidente da Unacomo.

Friedrich Engels e o Problema da Habitação.


No final do século XIX, Friedrich Engels publicou o artigo "A Questão da Habitação" procurando debater o problema da moradia e dos próprios bairros operários sobe a ótica do socialismo e da teoria marxista. No texto, encontramos as inquietudes e angústias não só da classe trabalhadora alemã, e sim da europeia como toda, principalmente devido as mudanças estruturais ocorridas no mundo pós-Revolução Industrial. O interessante é que, mesmo cronologicamente distante de nossa realidade, não há como discordar que o texto ainda permanece bastante atual, pois os problemas estruturantes que pairam sobre a população ainda são consequências das formas de exploração criadas ao longo dos anos pela sociedade capitalista.

Para Engels, o Estado detém um papel significativo para solucionar a problematica da moradia, segundo o filósofo, os prédios, edificações e construções ociosas devem ser expropriadas pelo poder público e destinados aos trabalhadores que não tem moradia. Uma vez que, esse grande contingente populacional desprovido de uma habitação própria e que na maioria dos casos devotam grande parte de seus salários para o pagamento de aluguéis, nada mais é que uma das consequências das relações econômicas do capitalismo industrial que fez com que as cidades crescessem de uma maneira desordenada, fazendo com que a especulação imobiliária se tornasse mais uma forma da burguesia obter maiores lucros.

Eis que surgem os bairros periféricos, que abrigam a classe trabalhadora e que são expostos a uma completa falta de infraestrutura básica. Essas periferias normalmente tem sua origem ligada ao momento de modernização dos centros urbanos que ocorreram em vários países europeus no mesmo século XIX que praticamente "encaxotou" e "jogou" os operários que viviam nesses centros para locais mais distantes.

Segundo Engels, o problema central da política de habitação consiste na permanência dos valores burgueses. E essa leitura ainda é notavelmente contemporânea. Os modelos de habitação construídos por nossa sociedade é uma das várias consequências do próprio modo de produção capitalista. As unidades habitacionais nesse sistema não tem função social, pelo contrário, o setor imobiliário é apenas mais um instrumento da burguesia para manter a "produtividade do capital" e gerar crescentes lucros.

E por meio dessa leitura, Engels entra em contraponto em relação a teoria proudhoniana, uma vez que o filósofo francês avaliava a problemática em questão sob uma ótica totalmente distanciada da conjuntura econômica. Segundo Proudhon, a relação existente entre inquilino e proprietário se assemelha as relações existentes entre patrões e empregados. Diante disso, assim como os trabalhadores deveriam se unir para "tomar" de seus patrões as demais elementos da produção, Proudhon também defendia que os inquilinos tinham o dever de confiscar as propriedades da classe burguesa.

Engels pelo contrário, enxergava essa realidade de uma outra forma, afirmando que medidas como essas, mesmo parecendo práticas e eficazes, não iria trazer romper, nem tampouco superar o capitalismo, já que ainda iria prevalecer a ideia de propriedade. Sobre a solução elaborada por Proudhon, ele faz o seguinte comentário: "Não há nada menos prático que estas soluções práticas.”

Engels afirmava que o entendimento desse problema passava diretamente pela leitura econômica e política, já que a raiz de toda essa realidade aconteceu em virtude do processo de industrialização em vigor que trouxe um remodelamento da paisagem geográfica, causando assim, um notório inchaço dos grandes centros urbanos, o êxodo rural, aumento do número de cortiços, além da consequente especulação imobiliária. E todos esses fatores são componentes de um sistema econômico que tem como alicerce a exploração de uma classe sobre outra, tendo em vista a busca constante pela valorização do capital e pelo lucro. Dessa forma, não há como superar essas problemáticas sem colocar em destaque a supressão do capitalismo como todo.

Referências:
ENGELS, Friedrich. A Questão da Habitação, Aldeia Global Editora, 1979.
PEREIRA, Stefanie. Resenha: A Questão da Habitação (Friedrich Engels). Diponível em: http://www.rc.unesp.br/igce/planejamento/gpapt/Artigos%20pdf%20final/Resenhas/Pereira_resenha_Engels2008.pdf Acesso em 12 dez. 2012.

Implantadas Unidades Sentinela de Saúde do Trabalhador.

Planejar para que a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) possa acolher melhor os trabalhadores. Esse é o objetivo da Coordenação de Saúde do Trabalhador de Olinda, que, em parceria com o Centro de Referência Estadual de Saúde do Trabalhador (Cerest), lançou, recentemente, nas unidades de saúde, um serviço que identifica e registra os casos de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.

Qualquer trabalhador, seja do setor público ou privado e até do setor informal, poderá ser atendido nas unidades sentinelas. Lá é feito uma avaliação detalhada do caso e, se for identificado acidente ou doença relacionada ao trabalho, inicia-se o processo da notificação compulsória e investigação epidemiológica dos acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.

Segundo o coordenador da Saúde do Trabalhador de Olinda, Nelson Souto Maior, esse registro será importante para acompanhar quantos acidentes e agravos estão acontecendo com os trabalhadores. “Esses registros vão alimentar o sistema de informação chamado Sinan-Net e, com estas informações, as secretarias municipais, estaduais e o Ministério da Saúde vão poder se planejar melhor para que a rede SUS possa acolher melhor os trabalhadores”, avaliou.

FONTE: Olinda Hoje.

Direito à Cidade Para Quem?

Em uma cidade grande como o Rio de Janeiro, existe espaço adequado para os jovens? Essa é questão que move o seminário “Juventudes e inclusão: direito à cidade pra quem?”, evento realizado em Campo Grande no dia 12 de maio de 2012. O seminário foi promovido pelo Ibase em parceria com a CAMTRA, Cedaps, Conexão G, Escola de Gente, Fórum de Juventudes do Rio de Janeiro, Fase e Núcleo de Estudos Urbanos da Feuc. O encontro fez parte do projeto Cidades, Mudanças Climáticas e Ação Jovem, do Ibase com o Grupo Eco, da Favela Santa Marta, e com o IFHEP, de Campo Grande, tendo também o apoio da AIN/OD.

Jovens de diferentes bairros e favelas se reuniram na Fundação Educacional Unificada Campograndense (Feuc) para dar seus depoimentos sobre a relação entre juventude e cidade. Grande parte dos presentes manifestaram sua vontade de participar mais dos processos de decisão que são importantes para o Rio de Janeiro. Além disso, a garantia de direitos também está longe de ser satisfatória, ponto no qual sofrem mais os jovens negros, da periferia e que possuem algum tipo de deficiência.

No vídeo abaixo, veja os principais momentos do seminário e algumas das reivindicações mais importantes da juventude carioca:

 

FONTE: IBASE.

VIII Bienal Cultural da UNE.


CONFRATERNIZAÇÃO DA UNACOMO


Associação de Jardim Atlântico Promove Seresta Pelo Bairro.


Nessa próxima sexta feria (14) a Associação do bairro de Jardim Atlântico irá promover a I Seresta no Bairro. O evento será na sede da entidade e vai contar com a participação do grupo, Os Seresteiros de Olinda, que vai  proporcionar a população local, um repertório variado  e repleto de antigas canções. A concentração da festa será na própria associação, mas a apresentação será pelas ruas do bairro, assim, na medida  em que a seresta "ganha" as ruas, a população vai acompanhando os músicos, cantando e confraternizando junto aos demais moradores.

Além da seresta, a diretoria da associação também vai promover no sábado (15) e no domingo (16) a  I Feira de Artesanato de Jardim Atlântico. No primeiro dia a feira terá início às 14:00hs e no domingo às 09:00hs. Segundo Pedro Paulo, presidente da associação, essas atividades foram pensadas para dinamizar ainda mais as ações da entidade e também aumentar a integração dos diretores da entidade com os moradores, para que assim, a associação seja um espaço constantemente vivo e presente no cotidiano de todos.

Olinda Entrega Mais um Conjunto Habitacional.

Moradias foram construídas em Jardim Brasil e vão abrigar 88 famílias, dentro do Programa de Urbanização, Regularização e Integração de Assentamentos Precários

Olinda é o município com maior programa de habitação popular no Estado. O município de Olinda comemora, na tarde desta sexta-feira (23/11), a inauguração do Conjunto Habitacional Olindinha, em Jardim Brasil I. Na ocasião, o prefeito Renildo Calheiros fará a entrega de 88 unidades habitacionais, que vão abrigar mais de 400 pessoas. A solenidade será às 16h, no próprio Conjunto, que fica na Rua Rio Grande Do Sul (ao lado do Campo do Olindão).
A iniciativa beneficiou famílias que estavam inseridas no Programa de Urbanização, Regularização e Integração de Assentamentos Precários, uma ação da Prefeitura de Olinda, com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal.
As unidades habitacionais são compostas por dois quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço, distribuídas em cerca de 40m² de área total. A obra recebeu também serviços de urbanização integrada (pavimentação, drenagem, redes de abastecimento de água e esgotamento sanitário).
As moradias estão com as redes elétricas e hidro-sanitárias, numeração e pintura concluídas. Todas possuem janelas com esquadrias de alumínio e vidro. O Projeto prevê ainda iniciar licitação para construção de equipamentos comunitários no local, como praças e áreas para prática de esportes.

Famílias de Baixa Renda com Idosos Acima de 70 Anos Poderão Receber Ajuda Financeira.

Benefício de um salário mínimo visa garantir as necessidades básicas na velhice
Famílias com renda mensal igual ou inferior a um salário mínimo e que mantêm sob seus cuidados pessoa com mais de 70 anos de idade poderão receber apoio financeiro no valor de um salário mínimo por pessoa nessa faixa etária. Isso é o que prevê o PLS 236/2010, de autoria do então senador Jefferson Praia (PDT-AM), que pode ser votado nesta quarta-feira (28), na Comissão de Assuntos Sociais (CAS).
O objetivo é criar um mecanismo de proteção à velhice, garantindo o pagamento de um salário mínimo mensal às famílias que optarem por cuidar e dar atenção aos seus idosos em casa. Considera-se família, de acordo com a proposta, quaisquer parentes de até terceiro grau que assumam a responsabilidade de cuidar da pessoa com mais de 70 anos.
Pelo projeto, que institui a Ajuda Especial de Mantença (termo que significa “sustento”, “manutenção"), o benefício seria pago mensalmente à família até a data de falecimento do idoso. Para ter direito ao auxílio, a renda per capita da família, computando o valor de todos os benefícios previdenciários e assistenciais, não pode ser superior a um salário mínimo. A matéria prevê ainda que os recursos desse auxílio devam ser empregados exclusivamente no bem-estar da pessoa idosa, sob pena de responsabilização civil.

Senai Abre Mais de 2 mil Vagas Para Processo Seletivo de 2013.

A partir desta quarta-feira (21) estarão abertas as inscrições para o processo seletivo 2013 do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, o Senai. Ao todo, são 2.701 vagas gratuitas distribuídas em 16 cursos técnicos, não havendo mais limite de idade para as oferecidas no turno da noite. Os interessados têm até o dia 9 de dezembro para se inscrever pelo site da UPENET.

Abertas 3.510 Vagas Para Primeiro Semestre de 2013 nas Escolas Técnicas Estaduais.

As inscrições para o vestibular dos cursos técnicos integrados da Educação Profissional começaram no último dia 13 e seguem até 30 de novembro.  Estão sendo disponibilizadas 3.510 vagas em 19 opções de cursos ofertados pelas 25 escolas técnicas de Pernambuco. Os interessados devem se inscrever através do site da Secretaria de Educação (www.educacao.pe.gov.br) .
A forma de oferta integrada é voltada para os jovens estudantes concluintes do ensino fundamental (anos finais) que queiram, além de concluir o ensino médio, obter um diploma de formação técnica profissional. Os cursos têm duração de três anos.
Para efetuar a inscrição o candidato deve possuir CPF e e-mail válidos, além de ter concluído o ensino fundamental. Através do link www.seep.com.bré possível preencher um cadastro que será validado via e-mail, permitindo a finalização da inscrição com a escolha da escola e do turno. As provas serão realizadas online, entre os dias 10 e 20 de dezembro de 2012, conforme agendamento informado ao estudante no momento do cadastro.

Cursos de Decoração Natalina na Ferreira Costa.

Até o dia 26 de novembro, as lojas da Ferreira Costa das cidades de Recife, Garanhuns e Salvador estarão oferecendo cursos de decoração natalina para o público em geral.
Em Recife os temas serão Guirlandas Natalinas; Decorando peças natalinas com Spray e Arte em taça de vidro. Na loja de Garanhuns os participantes aprenderão a Decorar peças Natalinas. A loja de Salvador abordará temas como Artesanato: aprenda a fazer lustre em PVC e Aprendendo a fazer drinks e petiscos para o Fim de Ano.
Para se inscrever, os interessados deverão doar 2 kg de alimentos não perecíveis (exceto sal), e realizar o cadastro no local do evento. Os alimentos arrecadados farão parte do Natal Solidário da Ferreira Costa que ajudará instituições de caridade.
Serviço:
Cursos de Decoração Natalina
Data: Até o dia 26 de novembro
Local: Home Center Ferreira Costa, em Recife na Av. Mal. Mascarenhas de Moraes, 2967, Imbiribeira, Fone: (81) 3338-8333.
Em Garanhuns na Av. Santo Antônio, 515, Centro, Fone: (87) 3762.8000.
Em Salvador na Av. Luiz Viana Filho, 6189, Paralela, Fone: (71) 3505-151.
OBS! Inscrições para os cursos são realizadas mediante a doação de dois quilos de alimentos e podem ser feitas no local do evento. Vagas limitadas.

Sindicato dos Professores Promove Debate.


Olinda recadastra motoristas de táxi até o dia 30 de novembro


Até o dia 30 de novembro Olinda vai recadastrar os motoristas de táxi. Quem não comparecer pode perder a permissão para dirigir, de acordo com a lei municipal 5505/2006. O município tem hoje 810 taxistas cadastrados.

Os taxistas devem comparecer à Secretaria de Transportes, Controle Urbano e Ambiental de Olinda de segunda a sexta, das 13h às 17h. É preciso levar os seguintes documentos:

Original e cópia da carteira de habilitação (categoria b; exerce atividade renumerada);
Certidão negativa militar (até 46 anos);
Quitação eleitoral e certidão negativa eleitoral;
Cópia e original do comprovante de inscrição no CIM como motorista de táxi;
Original e cópia de comprovante de residência;
Termo permissão original com foto;
Certidão negativa da comarca de Olinda;
Certidão negativa federal;
Original e cópia do certificado de registro e licenciamento de veículos – CRLV 2012;
Original e cópia da aferição do taxímetro pelo Ipem 2012;
Declaração do sindicato ou declaração de regularidade de contribuição individual;
Declaração do permissionário que não exerce cargos públicos de qualquer natureza;

Para motoristas auxiliares, a documentação exigida é a seguinte:

Original e cópia da carteira de habilitação (categoria b; exerce atividade renumerada);
Certidão negativa militar;
Quitação eleitoral e certidão negativa eleitoral;
Original e cópia do comprovante de inscrição no CIM como autônomo;
Original e cópia de comprovante de residência;
Duas fotos de identificação, no tamanho 3×4;
Certidão negativa da comarca de Olinda;
Certidão negativa federal.

A Secretaria fica na Estrada do Bonsucesso, 306 – Bonsucesso. Em caso de dúvidas, ligar para: 3305.1009 – ramal 229.

OPORTUNIDADES DE EMPREGO



Promotora Externa (Temporário)

Prospecção de novos clientes para atividades de medição individual de gás;  visita a condomínios dos bairros de Boa Viagem, Casa Amarela e Piedade. Requisitos: Ensino médio, experiência na função. Salário: R$700,00 + VT + VR (R$10,00 ao dia útil) + comissão. Horário: Comercial.

Se você possuir perfil de acordo com os requisitos solicitados, favor encaminhar currículo para o e-mail: rhbrasilrecife@gmail.com colocando no assunto o nome da vaga com a localização.

OPERADOR DE MÁQUINA (ponte rolante) – Com experiência  na área, Salário: R$ 1.100,00 + VT.

Os Interessados deverão enviar currículos com o título da vaga para o e-mail para: rhselecao05@gmail.com

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS - Salário: R$ 637,00, ticket + vt.

Os Interessados deverão enviar currículos com o título da vaga para o e-mail para: rhselecao05@gmail.com

UMANA BRASIL CONSULTORIA

ESTÁGIO EM PORTUGUÊS - Cursando superior em Pedagogia ou Letras, interessados enviar currículo para: flavia.landim@umanabrasil.com

ESTÁGIO EM MATEMÁTICA - Cursando superior em Matemática, Física ou Química interessados enviar currículo para: flavia.landim@umanabrasil.com

ESTOQUISTA - segundo grau, residir próximo a Candeias, conhecimento na área. Interessados enviar currículo para: mari.figueiro@umanabrasil.com

CARGA E DESCARGA - segundo grau incompleto residir próximo ao Curado. Interessados enviar currículo para: mari.figueiro@umanabrasil.com

PORTEIRO - Ensino Médio Completo, conhecimento na área morar na zona norte. Interessados enviar currículo para: flavia.landim@umanabrasil.com

SEPARADOR: Ensino médio completo. Morar próximo ao Cabo. Interessados enviar currículo para mari.figueiro@umanabrasil.com

Quem preferir pode vir a UMANA BRASIL nas Terças e Quintas trazendo seu currículo e participar de uma seleção, o endereço é na Rua Aristides Muniz, 70 sl 1101 – Boa Viagem Telefone: (81) 3316-4400.

O Festival Multicultural Cena Brasil

 

O Festival Multicultural Cena Brasil de 2012, que acontecerá nos dias 24 e 25 de Novembro, na Praça do Fortim, Sábado a partir das 20h e Domingo a partir das 18h, Olinda - PE - Brasil.
 
Aproximadamente mais de cem artistas nas edições anteriores já passaram pelos palcos do Cena, como é carinhosamente chamado. A ação busca apresentar o que há de “novo” e resgatar as tradições e brincadeiras da musicalidade de Pernambuco, sendo um importante e estratégico palco para produção musical do interior e da capital, além de apresentar os novos nomes que estão surgindo no país.
 
O evento, realizado há anos, se propõe a isso: unir música, turismo, arte e reflexão. Um trabalho destinado não apenas a entreter e, sim, questionar, transformar e preservar a nossa cultura, garantindo de forma gratuita e democratica a participação de todos.

Bandas e grupos selecionados para o Cena Brasil 2012
 
Grupo Folclórico Bacamarteiro Mandacaru
Zé Lamúria
Plugins
Capim Santo
Daniel Bento e O Camerata Aço e Água
RAPadura Xique-Chico (CE)
Ylê de Egbá
Xocó
Caravana do Reggae
N’ZAMBI
Isaar
Grupos de Maracatu selecionados
Maracatu Nação Porto Rico
Maracatu Nação Rosa Vermelha
Maracatu Nação Encanto da Alegria

Cozinha Brasil participa do Natal Solidário da Ferreira Costa


O Programa Cozinha Brasil do SESI (Serviço Social da Indústria) estará no Home Center Ferreira Costa, nos dias 12, 13 e 14 de novembro, para ministrar aulas de culinária com foco no reaproveitamento dos alimentos de forma sustentável, fazendo o uso integral dos alimentos, utilizando inclusive partes nutritivas como talos e cascas que muitas vezes são desperdiçadas. 

Serão abertas 100 vagas, divididas em duas turmas, vale lembrar que cada turma participará dos três dias do evento. A primeira iniciará a partir das 14h e a próxima a partir das 17h30.

Para se inscrever, os interessados deverão doar 2 kg de alimentos não perecíveis (exceto sal), e realizar o cadastro no local do evento. Os alimentos arrecadados farão parte do Natal Solidário da Ferreira Costa que ajudará instituições de caridade.

Durante as aulas os participantes poderão aprender receitas econômicas e nutritivas, entre elas estão Arroz vegetariano, Bolinho de soja com ricota, Strogonoff nutritivo, Suco da horta, Bolo da casca da banana, Requeijão de talos de couve, Bolo de maça com canela; Suco de casca de abacaxi com hortelã; Sopa de abóbora, Leite condensado rápido, entre outras receitas saudáveis baratas e saborosas.


Serviço:

Cozinha Brasil na Ferreira Costa
Data: De 12 a 14 de novembro –  Turmas às 14h e 17h30.
Local: Home Center Ferreira Costa, em Recife na Av. Mal. Mascarenhas de Moraes, 2967, Imbiribeira, Fone: (81) 3338-8333.

OBS! Inscrições para os cursos são realizadas mediante a doação de dois quilos de alimentos e podem ser feitas no local do evento. Vagas limitadas.

Baile da Rabeca


Liberdade de Expressão. Pra Quem?


Câmara dos Deputados Aprova 10% do PIB Para Educação.

Depois de ser aprovado em sua íntegra pela Comissão Especial do PNE, o Projeto de Lei 8.035-B de 2010, responsável pela criação do Plano Nacional de Educação, também foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados, durante a reunião ocorrida nessa terça-feira (16). O PL segue agora para o Senado Federal e se não sofrer modificações já poderá ser sancionado pela presidência.

O destaque do PNE é a destinação de 10% do PIB  para a educação. Atualmente o Brasil investe apenas 5,1% do PIB no setor. A proposta inicial para o plano seria de 7%, contudo, os diversos segmentos organizados da sociedade, em especial o movimento estudantil, junto a diversos parlamentares, não acataram essa percentagem e prosseguiram nas negociações com o governo. A segunda proposta governista foi estipular o percentual de 8% para o setor, que também não foi acatada. As mobilizações continuaram e a sociedade continuou pressionando as autoridades até que finalmente, os deputados federais aprovaram o percentual de 10% do Produto Interno Bruto para a educação.

De acordo com o PL, a meta de 10% deve ser alcançada durante o prazo de dez anos e esse investimento envolve recursos federais e os orçamentos dos estados e municípios. Além de assegurar a utilização de 50% dos recursos do pré-sal, incluindo os royalties, diretamente na educação.

Entre as principais diretrizes do PNE estão a erradicação do analfabetismo; universalização do atendimento escolar, superação das desigualdades educacionais, com ênfase na promoção da igualdade racial, regional, de gênero e de orientação sexual; promoção humanística, científica, cultural e tecnológica do país e valorização dos profissionais da educação.

O governo federal afirma que não tem recursos suficientes para investir o percentual aprovado pelo PNE, no entanto, como suas propostas (7% e 8%) não foram acatadas e a tentativa de atrasar a aprovação do PL na Câmara dos Deputados também fracassou, podemos considerar que, nesse capítulo, a histórica luta por uma educação pública, gratuita, laica e de qualidade venceu as restrições institucionais e sinalizou para o povo e para os movimentos sociais que para avançarmos nessa luta é preciso tomar as ruas e mobilizar as massas que ainda permanecem adormecidas.

OPORTUNIDADES DE EMPREGO



CAIXA

Requisitos: Residir nas mediações do Cabo de Santo Agostinho
Ensino médio incompleto;
Com experiência na área;
Salário 750,00 + vale alimentação (R$160,00) + Cartão rodoviário.

COBRADOR (A)

Requisitos: Residir nas mediações do Cabo de Santo Agostinho
Ensino médio incompleto;
Sem experiência na área;
Salário 690,00 + hora extra. Benefícios: vale alimentação (R$160,00) + Cartão rodoviário.

MOTORISTA

Requisitos: Residir nas mediações do Cabo de Santo Agostinho
Ensino médio incompleto;
Com habilitação D ou E, ter experiência de no mínimo 3 anos comprovada em carteira.
Salário 1.500,00 + Benefícios: vale alimentação (R$160,00) + Cartão rodoviário.

AUX. DE ALMOXARIFADO

Requisitos: Ter experiência com peças de automóveis.
Ensino médio completo;
Sexo masculino;
Salário compatível com o mercado + hora extra. Benefícios: vale alimentação (R$160,00) + Cartão rodoviário

Os interessados enviar currículo para o e-mail edjane.souza@adtsa.com.br .ou deixar currículo na portaria da empresa EXPRESSO VERA CRUZ LTDA (Rod. BR 101 Sul, Km 16 – Prazeres), de segunda á sexta –feira de 07:00 ás 17:00.

Maiores informações entrar em contato através do número: 2101-9025.

Campanha de enfrentamento ao trabalho infantil mobiliza diversos setores do País


Problema afeta 3,6 milhões de crianças e adolescentes, principalmente no NE

Mobilizar a sociedade contra o trabalho infantil e de adolescentes e mostrar como a  prática pode ser reconhecida são os principais objetivos de uma campanha lançada nesta terça-feira (09). Idealizada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e Fundação Telefônica Vivo, a campanha É da Nossa Conta! Trabalho Infantil e Adolescente visa a enfrentar o problema, que afeta 3,6 milhões de crianças e adolescentes no Brasil, sendo 1,7 milhão nas regiões Norte e Nordeste.

A ideia é que as pessoas funcionem como multiplicadores de informação e chamando a atenção para a responsabilidade do cidadão. Além de utilizar as redes sociais para “viralizar” a campanha, os organizadores capacitarão 30 adolescentes sobre o assunto, sendo que 15 deles vão distribuir encartes para jovens em outras cidades onde a campanha será lançada. O projeto tem o apoio do desenhista Mauricio de Sousa, que produziu um gibi no qual seus famosos personagens explicam o que é trabalho infantil e adolescente.

O desenhista alertou para a dificuldade das orientações chegarem às famílias, que têm crianças trabalhando. “É muito triste e difícil transformar o assunto em uma revistinha que não deve ser muito pesada, mas temos feito isso e vamos continuar fazendo.”

A representante do Unicef, Adriana Alvarenga, destacou que as taxas de trabalho infantil têm reduzido no país, porém em ritmo lento. Dados indicavam 5,3 milhões de crianças e adolescentes trabalhando em 2004, 4,2 milhões em 2009 e os atuais 3,6 milhões. “Os números comprovam que o país pode, mas também comprovam que estamos indo devagar. Precisamos acelerar, pois são quase 4 milhões de meninos e meninas que têm sua infância roubada. Não podemos admitir isso”.

Ela defendeu a necessidade de políticas públicas para combater o trabalho infantil, com qualificação e geração de renda para famílias, além de garantir a frequência das crianças na escola.

A gerente de infância e adolescência da Fundação Telefônica Vivo, Patrícia Santin, disse que  a entidade irá divulgar orientações por meio vídeos e canal exclusivo para adolescentes. “A ideia é mobilizar as pessoas para que elas não comprem produtos que tenham sido feitos por crianças, que votem em candidatos mobilizados com a questão, para que participem de discussões sobre o tema e denunciem.”

De 22 à 26 de Janeiro, Recife e Olinda Receberão a 8ª Bienal da UNE.


A oitava edição do principal festival que reúne a diversidade da produção cultural e artística dos estudantes brasileiros já achou a sua morada. Olinda e Recife, duas das mais belas e interessantes cidades do Brasil, acolherão a 8ª Bienal da União Nacional dos Estudantes de 22 a 26 de janeiro do ano que vem.

Ao trazer para a 8ª Bienal o tema “A Volta da Asa Branca”, a UNE celebra um aspecto especial da música de Luiz Gonzaga –cujo centenário é comemorado em 2012– encontrando no sertão um traço de esperança maior do que suas tragédias sociais e climáticas.

O sertão nordestino – imortalizado pela música de Luiz Gonzaga – é portanto um misto de lar e trânsito, uma espécie de estrada magna da formação nacional, enriquecida pelas histórias do povo que um dia desceu a terra ardendo e hoje pavimenta, com luta suor e criatividade, um país feito também por caminhos de volta.

A volta da Asa Branca é um convite ao novo nordeste, tanto aquele que já existe como o que se deseja. Nessa dinâmica de idas e vindas, os conhecimentos popular e erudito se trombam e se transformam, o regional se torna global, as aves retornam em seu fluxo migratório, as aves gorjeiam da mesma forma, como se não existisse aqui ou lá.

Como se inscrever:

As inscrições de trabalhos e as inscrições individuais para a 8ª Bienal da UNE já estão abertas. As inscrições dos trabalhos deverão ser feitas até o dia 7 de dezembro de 2012. Uma inovação da 8ª edição é que todos os trabalhos inscritos, seja qual for a categoria, serão recebidos online, no momento do preenchimento do formulário de inscrição de participante pela internet (clique aqui e faça a sua inscrição ).

Já as inscrições individuais podem ser feitas pela internet até o dia 13 de janeiro de 2013, com preços promocionais para quem efetuar o pagamento antecipadamente. Uma vez inscrito, o participante terá direito a participar de todas as atividades da Bienal e no valor estão contemplados o alojamento e transporte interno (clique aqui e faça a sua inscrição ).

Em Olinda, Renildo Calheiros é Reeleito e Câmara Municipal se Renova.



A impressão de que Olinda teria pela primeira vez, uma eleição pouco disputada e sem debates, principalmente devido ao amplo leque de alianças que o prefeito conseguiu reunir em torno de sua reeleição, felizmente não passou de uma simples hipótese. Diferente dessa previsão, o processo eleitoral ocorrido no município foi notavelmente disputado e pautado pelo mais variados tipos de debates e discursos.

E há um mês das eleições, o povo que antes se encontrava apático e sem esperanças diante o pleito, aos poucos, passou a se envolver mais e a manifestar suas escolhas e opiniões, polarizando a eleição entre as candidaturas de Izabel Urquiza (PMDB), representando a oposição e Renildo Calheiros (PCdoB), postulante à reeleição. A medida que a população conhecia mais os candidatos, a fim de decidir corretamente o seu voto, a cidade caminhava para uma real possibilidade de segundo turno. Porém, a eleição foi decidida no mesmo dia e o prefeito Renildo Calheiros conseguiu ser reeleito, somando aproximadamente 51% dos votos válidos.

Nas eleições proporcionais, a situação também não foi diferente. Para a disputar uma das dezessete cadeiras existentes no legislativo municipal se inscreveram 318 candidatos. E no final da apuração, a opinião do eleitor resultou nos seguintes resultados: Dos parlamentares que já tinham mandatos, apenas oito foram reeleitos, havendo uma renovação de nove vereadores (mais da metade dos mandatos). Dentre esses novos vereadores, merece destaque a presença de duas mulheres, uma vez que a legislatura anterior era composta apenas por vereadores do sexo masculino.

Vereadores Reeleitos:
Biai e Marcelo Soares do PCdoB; Mizael Prestanista e Algério do PSB; Jonas Ribeiro do PR; Marcio Barbosa do PTdoB; Jorge Federal do PSD e Marcelo Santa Cruz do PT.

Novos Vereadores: 
Fernando MJ do PCdoB; Mônica Ribeiro e Riquinho Água e Gás do PDT; Professor Lupércio do PV; Nido Guabiraba do PTC; Jesuino do PSDB; Graça Fonseca do PR; Arlindo Siqueira do PSL e Joab Teodoro do PRP.

E diante desse novo quadro político, pode-se avaliar que a administração pública de Olinda com a reeleição Renildo Calheiros não terá muitas novidades, pelo menos no que diz respeito a relação da prefeitura com o Câmara Municipal, já que apenas um vereador eleito foi da chapa de oposição, no caso o vereador Arlindo Siqueira (PSL). Todos os demais vereadores compõem a base aliada. Além disso, o PCdoB, partido do prefeito, conseguiu eleger o maior número de vereadores, três no total, em seguida estão o PSB, PDT e PR que elegeram dois vereadores.

Conferência de Segurança Pública


Seminário Mediação de Conflitos.


Apesar do mito, votos nulos não cancelam eleições

 
O assunto é constantemente pauta de conversas, discursos e debates, e você, provavelmente, já recebeu alguma corrente em seu email ou Facebook. Mas, ao contrário do que se pensa, se mais de 50% dos eleitores votarem nulo a eleição não será cancelada. Além disso, não há diferença entre registrar branco ou nulo na urna eletrônica na hora da apuração.
 
De acordo com a Constituição e o Código Eleitoral Brasileiro, um candidato é eleito pela contagem dos votos válidos. Ou seja, pela soma do total de votos menos brancos e nulos. Na prática, no caso de candidaturas majoritárias (prefeitos, governadores e presidentes), vence aquele que tiver o maior número de votos, contando apenas com os registros nominais. Assim, por exemplo, se em uma cidade com cem moradores 99 votarem nulo e um votar em algum candidato, esse político que recebeu um voto será eleito, logo em primeiro turno, por ter mais de 50% dos votos validos.
 
No caso dos postulantes proporcionais (vereadores e deputados), a contagem apenas com votos válidos continua. O que muda é a forma de escolha, que leva em consideração a quantidade de votos dos partidos antes de contar os votos dos candidatos, através do quociente eleitoral e do quociente partidário.
 
O mito da diferença entre brancos e nulos, no entanto, surgiu de um fato superado há mais de 10 anos. “Antigamente os votos brancos eram considerados na contagem dos votos e na definição dos quocientes eleitoral e partidário”, destaca o professor de Direito Eleitoral e coordenador da Propaganda do Recife, Henrique Melo. A anulação da contagem dos brancos passou a vigorar em 1997, com uma alteração feita por meio de lei no Código Eleitoral.
 
Portanto, quanto mais votos e brancos e nulos houver na eleição, de menos votos um candidato precisará para vencer. A única maneira de uma votação ser anulada, segundo Henrique Melo, é se um postulante majoritário tiver mais de 50% dos votos válidos e tiver a candidatura cassada. Nesse caso, anula-se o resultado e uma nova eleição é marcada. É importante lembrar que se o candidato cassado tiver menos de 50%, assume o segundo melhor colocado.
 
ELEIÇÕES EM TURNOS - De acordo com a legislação eleitoral brasileira, o pleito pode ocorrer em até dois turnos. Essa “segunda rodada” de votos acontece quando, em municípios com mais de 200 mil eleitores, nenhum dos candidatos atinge mais de 50% dos votos válidos. Em Pernambuco, os únicos locais que podem ter segundo turno são Recife, Jaboatão e Olinda.
 
Fonte: NE10

Detran Pernambuco inscreve para cursos gratuitos


Neste mês de outubro e no mês de novembro, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) irá oferecer 575 vagas destinadas para cursos de Pilotagem Defensiva, Mecânica Básica para Mulheres e Direção Defensiva. As aulas irá acontecer na Escola Pública de Trânsito (EPT-PE), na Iputinga, bairro localizado no Recife, aos interessados, as inscrições devem ser feitas via internet no endereço eletrônico, do Detran.
 
Neste mês, a Escola Pública disponibilizará 245 vagas, dividas em oito turmas, sendo uma delas destinada para o curso de Pilotagem Defensiva e as demais sete turmas de Mecânica Básica para Mulheres. A carga horária dos cursos varia entre 16h e 20h/aula, com as inscrições sendo realizadas entre 8 e 15 de outubro. As turmas terão dois horários: pelo turno da manhã das 8h30 às 12h e no turno da tarde com aulas das 13h30 às 17h. Todos os cursos são gratuitos
 

Senac oferece vagas de cursos gratuitos

 
Começaram no dia 05/10, as inscrições para cursos gratuitos no Recife. O Senac Pernambuco oferece vagas para cursos, dentro do Programa Senac de Gratuidade (PSG). São 55 vagas oferecidas em Garanhuns e no Recife, as inscrições podem ser feitas até a próxima segunda-feira (08/10), através do site do programa.
 
As vagas são destinadas para pessoas com renda familiar de até dois salários mínimos, a pessoa deve estar matriculado ou ser egresso da educação básica e ser trabalhador empregado ou desempregado.
 
O candidato deve apresentar, no ato da matrícula, documentos que comprovem os pré-requisitos estabelecidos pelas normas de acesso ao programa, ao ir realizar sua matricula o candidato a vaga deve ter em mãos uma autodeclaração de renda, e cópias do RG, CPF e comprovante de residência.
 
Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 0800.0811.688 ou 3413.6728. Confira, abaixo, as vagas oferecidas em cada município.
 
Em Recife:
20 vagas para o curso de garçom.
10 vagas para curso de bartender.
 
Em Garanhuns:
25 vagas para auxiliar de cozinha

Moradores de Casa Caiada Pedem Providências à Compesa.


Em Casa Caiada, Olinda, no Conjunto Residencial Vaticano, por causa da falta de saneamento básico, na R. Jornalista Luiz de Andrade, mais ou menos em frente ao nº 429, existe uma fossa que estourou e derrama um verdadeiro rio de fezes no cruzamento com a R. João da Costa Lima, trazendo para os moradores da redondeza todo tipo de prejuízo.

Além do fétido odor exalado, há proliferação de insetos que perturbam o sono e o sossego e ainda ameaçam a saúde dos moradores. Me dirigi à Compesa, no dia 13 de setembro, e, até hoje, nenhuma providência foi tomada.

Fonte: Site do Jornal do Commercio (acesso:04/10/12 às 12:30).

Movimentos Esculacham Governador que Determinou o Massacre no Carandiru.

No dia em que se completam 20 anos da maior chacina da história do sistema penitenciário brasileiro, os movimentos sociais Rede Dois de Outubro e Levante Popular da Juventude fizeram um esculacho – um ato de denúncia – em frente à casa do ex- governador de São Paulo, Luiz Antônio Fleury Filho. Na época, Fleury autorizou a Polícia Militar a invadir o Pavilhão 9 do presídio. No total, 111 detentos foram mortos.

Poesias, canções e uma demonstração simbólica de 111 velas acesas em frente à residência do ex-governador, no bairro do Pacaembu (SP), integraram a ação em memória dos presos, que durou cerca de 30 minutos. Aproximadamente 60 pessoas participaram do ato.

Para Juliane Furno, integrante do Levante Popular da Juventude, o objetivo da manifestação é denunciar a política de extermínio que segue dentro e fora dos presídios. "Os 20 anos do massacre não têm nada pra comemorar, e sim pra lamentar e impedir que essa política de extermínio se perpetue pela lógica do Estado”, comenta.

Durante a tarde desta terça-feira (2), os movimentos seguem para a Praça da Sé, centro de São Paulo, onde farão um ato ecumênico em memória dos detentos que foram assassinados. "Vamos fazer uma caminhada cobrando responsabilização de todos os responsáveis, e no sábado terá uma nova atividade no Parque da Juventude, onde se localizava o maior presídio da América Latina”, complementa Danilo Dara, da Rede dois de Outubro.

2 de outubro de 1992:

No dia 2 de outubro de 1992, Fleury concedeu poder de decisão ao coronel Ubiratan Guimarães para que os cerca de 340 homens dos batalhões de elite da Polícia Militar invadissem o pavilhão 9. O objetivo era conter um motim iniciado com uma discussão entre os presos "Barba” e "Coelho”, mas a ação resultou em 3,5 mil disparos de grosso calibre. Nenhum PM foi alvejado.

A Comissão que investigou os excessos cometidos naquele 2 de outubro conclui que não houve negociação e "os PMs dispararam contra os presos com metralhadoras, fuzis e pistolas automáticas, visando principalmente a cabeça e o tórax”.

Entre os envolvidos na operação, apenas o coronel Ubiratan foi a julgamento pelo massacre, sendo responsabilizado por 111 mortes e cinco tentativas de homicídio. Foi condenado a 632 anos de prisão em regime fechado. Por ser réu primário e ter endereço fixo, o coronel conseguiu recorrer da sentença em liberdade. Ironicamente, o pavilhão 9 era específico para réus primários. Cerca de 80% das vítimas do massacre esperavam por uma sentença definitiva. Ainda não haviam sido condenadas pela Justiça.

Mais tarde, a sentença contra o coronel foi anulada. Ubiratan elegeu-se deputado estadual. Em setembro de 2006 foi encontrado morto em seu apartamento, com um tiro no abdômen. Ciumenta, a namorada teria matado "por amor’.

Como o massacre ocorreu um dia antes de a população escolher prefeito e vereadores para o próximo mandato, o número oficial de mortos no massacre do Carandiru só foi revelado uma hora antes do encerramento das votações. As eleições estavam salvas e a ordem mantida.

FONTE: Jornal Brasil de Fato/Adital.
Por José Francisco Neto.

Rede americana de restaurante abre 130 vagas em nova unidade no Recife


Seleção do Outback Steakhouse ocorre nos dias 1°, 2 e 3 de outubro.

Não é exigida experiência anterior para ocupar os cargos.

A rede norte-americana Outback Steakhouse fará uma seleção para preenchimento de 130 vagas na nova unidade do Recife, que será aberta no Shopping RioMar, no Pina, em outubro. Os candidatos interessados em trabalhar como atendentes de restaurante, atendentes de bar, recepcionistas, auxiliares de cozinha e auxiliares de limpeza devem comparecer nos dias 1°, 2 ou 3 de outubro no Cult Hotel, na Avenida Conselheiro Aguiar, 755, em Boa Viagem, das 9h às 17h. É preciso levar currículo, RG, carteira de trabalho, foto 3x4 e certificado de reservista, para preencher uma ficha de inscrição e participar de uma primeira entrevista.

Para os cargos de atendimento, o perfil procurado é de universitários que residam na região e que tenham disponibilidade para o horário diurno ou noturno. Já para os postos de trabalho na cozinha, limpeza e organização do restaurante é necessário que o candidato tenha ensino médio completo ou em curso.

Para as vagas, não é exigida experiência anterior. Outros requisitos para ser um Outbacker, como são chamados os colaboradores, segundo a rede, são a habilidade de lidar com o público e de trabalhar em equipe.

A remuneração é variável de acordo com o cargo exercido e as horas trabalhadas. O Outback oferece benefícios como vale-transporte, refeição no local, seguro saúde, seguro odontológico, dentre outros. A rede figura na lista das 100 melhores empresas para trabalhar no Brasil, de acordo com o estudo realizado em 2011 pelo instituto Great Place to Work®.

O processo seletivo tem duração de até duas semanas e os candidatos passam por entrevistas e provas específicas da rede. Os Outbackers selecionados após estas etapas passam por um treinamento e período de experiência de até três meses no restaurante.

OPORTUNIDADES DE EMPREGO





COBRADOR (A)

Requisitos: 
Residir nas mediações do Cabo de Santo Agostinho
Ensino médio incompleto;
Sem experiência na área;
Salário compatível com o mercado + hora extra. 
Benefícios: vale alimentação (R$160,00) + Cartão rodoviário

AUX. DE ALMOXARIFADO

Requisitos:
Ensino médio completo;
Sexo masculino;
Com experiência em peças;
Salário compatível com o mercado + hora extra. 
Benefícios: vale alimentação (R$160,00) + Cartão rodoviário

TORNEIRO MECÂNICO

Requisitos:
Ensino fundamental incompleto;
Sexo masculino;
Com experiência na área
Salário compatível com o mercado + hora extra. 
Benefícios: vale alimentação (R$160,00) + Cartão rodoviário

LANTERNEIRO

Requisitos:
Ensino fundamental incompleto;
Sexo masculino
Com experiência na área
Salário compatível com o mercado + hora extra. 
Benefícios: vale alimentação (R$160,00) + Cartão rodoviário

ELETRICISTA DE AUTO

Requisitos:
Ensino médio completo;
Sexo masculino;
Com experiência em peças;
Salário compatível com o mercado + hora extra. 
Benefícios: vale alimentação (R$160,00) + Cartão rodoviário

MECÂNICO REVISOR E MONTADOR

Requisitos:
Ensino fundamental incompleto
Sexo masculino
Com experiência na área
Salário compatível com o mercado + hora extra. 
Benefícios: vale alimentação (R$160,00) + Cartão rodoviário.

PINTOR DE AUTO

Requisitos:
Ensino fundamental incompleto
Sexo masculino
Com experiência na área
Salário compatível com o mercado + hora extra. 
Benefícios: vale alimentação (R$160,00) + Cartão rodoviário

COBRADOR (A) (Reposição)

Requisitos: 
Residir nas mediações do Cabo de Santo Agostinho
Ensino médio incompleto;
Sem experiência na área;
Salário compatível com o mercado + hora extra. 
Benefícios: vale alimentação (R$160,00) + Cartão rodoviário

Os interessados enviar currículo para o e-mail edjane.souza@adtsa.com.br ou deixar currículo na portaria da empresa de segunda á sexta –feira de 07:00 ás 17:00.

Maiores informações entrar em contato através do número: 2101-9025.

O horário eleitoral não é gratuito


Por Joel Leite, no blog O mundo em movimento:

- Governo vai pagar, em renúncia fiscal, R$ 600 milhões pelo horário ocupado pelos candidatos nas emissoras de rádio e TV.

As emissoras de rádio e televisão chamam o horário eleitoral de “gratuito”. Grátis pra quem?


O governo (nós) paga o horário para as emissoras com a renúncia de Imposto de Renda. Paga o horário integral ocupado pelos candidatos, como se estivesse fazendo uma propaganda.

A estimativa da Receita Federal, segundo a Agência Congresso, é que o horário eleitoral proporciona um faturamento estimado, para este ano, de R$ 606 milhões para as emissoras.

O Decreto 7.791 de 17/8/12, em seu artigo 1º, define que as emissoras poderão efetuar a compensação fiscal na apuração do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica, inclusive na base de cálculo dos recolhimentos mensais previstos pela legislação.

Desde 2002, o governo pagou para as emissoras de TV e rádio R$ 4 bilhões. E eu não li nenhum editorial reclamando do “desperdício de dinheiro público”.

Em alguns casos o horário “gratuito” é, na verdade, um grande negócio para a emissora, pois o governo paga todo o tempo de inserção por dia como se estivesse comprando um espaço publicitário. Ocorre que originalmente aquele espaço não estava totalmente destinado à propaganda, mas também a programação: jornalismo, música, entretenimento, variedades. Assim, o faturamento da rádio ou da TV aumenta.

O Decreto prevê que o pagamento seja de 80% do preço de tabela da emissora, isso porque este é o percentual que fica com a empresa, uma vez que a Agência que veicula a propaganda recebe a comissão de 20%.

Mas um anunciante comum paga bem abaixo do preço de tabela, pois o negócio é fechado após ampla negociação. É comum descontos de 40%, 50% sobre o preço de tabela. Às vezes mais. Uma emissora de TV em São Paulo negociou com uma grande rede de varejo, no ano passado, um contrato anual com desconto de 95%.

No caso do horário eleitoral “gratuito” não há negociação. É tabela cheia.

Grátis pra quem cara pálida?

Postado por Miro

Festival Pinte o Sete Ferreira Costa


Cerca de cem cursos gratuitos estarão sendo oferecidos até o final do evento
  
Sendo uma das maiores ações da empresa, o Festival Pinte o Sete Ferreira Costa será realizado até o dia 31/10, e irá oferecer cerca de 100 workshops, palestras e oficinas gratuitas, direcionadas ao público em geral, e distribuídos nas lojas da Ferreira Costa de Recife, Garanhuns e Salvador, abordando temas como pintura, iluminação, decoração, sustentabilidade, além de gastronomia com a participação do Chef César Santos.

Os eventos do Pinte o Sete têm como objetivo, apresentar aos participantes as novidades e tendências de mercado das áreas de tintas e decoração, para isso a Ferreira Costa conta com o apoio de parceiros e fornecedores para realização do festival. O tema deste ano é Pop Art (abreviatura de Popular Art), movimento artístico que se desenvolveu na década de 1950, e que busca a massificação da cultura popular, utilizando objetos que integram o dia-a-dia da massa e o uso de cores fortes e vibrantes.

Na Ferreira Costa de Recife os interessados poderão se inscrever em eventos como Renovando as cores dos ambientes; Como impermeabilizar lajes sem coberturas; Fazendo arte sobre cerâmica; Como recuperar rejuntes desgastados e sem cores; Texturizando porta retrato; Como tratar umidade em pé de paredes, entre outros. Também em Recife, haverá a participação de arquitetos renomados como André Dantas e Bárbara Ulisses, além da artista plástica Thiana Santos.

A novidade deste ano é o evento na área de gastronomia, com a participação do respeitado Chef César Santos, que fará o encerramento do festival em Recife com o tema “A Importância das Cores nos Alimentos”, no dia 31 de outubro.

Para os participantes de Garanhuns, a Ferreira Costa irá oferecer cursos como Textura em cones de papelão; Proteção e acabamento para madeira; Impermeabilizando em forma de pintura; Textura em tela; Mantas líquidas, e outros. Já na loja de Salvador os temas serão Aprendendo a aplicar mantas líquidas em lajes e coberturas; Aplicação dos efeitos aço escovado e jeans; Texturas em MDF – Efeito floral; Protegendo a parede com tecnologia super lavável antimanchas; Como utilizar selantes e adesivos em sua construção; Aprendendo a fazer luminárias, entre outros.

Para participar é preciso fazer a inscrição em uma das lojas da Ferreira Costa. As vagas são limitadas.

Serviço:

Festival Pinte o  Sete Ferreira Costa

Data: Até o dia 31 de outubro;

Locais: 

Home Center Ferreira Costa, em Recife na Av. Mal. Mascarenhas de Moraes, 2967, Imbiribeira, Fone: (81) 3338-8333. 

Em Garanhuns na Av. Santo Antônio, 515, Centro, Fone: (87) 3762.8000. 

Em Salvador na Av. Luiz Viana Filho, 6189, Paralela, Fone: (71) 3505-151.

OBS! Confira a programação completa no site www.ferreiracosta.com

Inscrições para os cursos são gratuitas e podem ser feitas no local do evento. Vagas limitadas.

Carta aberta ao povo brasileiro: ‘Somos Contra a Transformação do Julgamento em Espetáculo’.

Desde o dia 02 de agosto o Supremo Tribunal Federal julga a Ação Penal 470, também conhecida como processo do ‘mensalão’. Parte da cobertura na mídia e até mesmo reações públicas que atribuem aos ministros o papel de heróis nos causam preocupação.

Somos contra a transformação do julgamento em espetáculo, sob o risco de se exigir -e alcançar- condenações por uma falsa e forçada exemplaridade. Repudiamos o linchamento público e defendemos a presunção da inocência.

A defesa da legalidade é primordial. Nós, abaixo assinados, confiamos que os Senhores Ministros, membros do Supremo Tribunal Federal, saberão conduzir esse julgamento até o fim sob o crivo do contraditório e à luz suprema da Constituição.

FONTE: Adital.

Fernando Morais, jornalista e escritor
Hildegard Angel, jornalista
Luiz Carlos Barreto, produtor cinematográfico
Olgária Matos, filósofa, professora universitária Unifesp
Abelardo Blanco, cientista político, publicitário
Adilson Monteiro Alves, sociólogo
Adriano Pilatti, professor de direito PUC/RJ
Afonso Celso Lana Leite, professor universitário UFU
Alceu Valença, músico
Alcides Nogueira, escritor
Aldimar Assis, advogado
Altamiro Borges, jornalista
Amélia Cohn, socióloga, professora Faculdade de Medicina USP
Ana Carolina Lopes, fotógrafa
Ana Corbisier, pesquisadora
Ana Fonseca, economista, professora universitária
Ana Helena Tavares, jornalista
Ana Maria dos Santos, advogada
Ana Maria Freire, escritora
André Borges, escritor e poeta
André Klotzel, cineasta
André Medalha e Almada, designer
André Tokarski, presidente da UJS - União da Juventude Socialista
Antonio Abujamra, ator
Antonio Carlos Fon, jornalista
Antonio Celso Ferreira, historiador, professor Unesp/Assis
Antonio Gilson Brigagão, jornalista e diretor teatral
Antonio Grassi, ator
Antonio Ibañez Ruiz, educador, professor universitário UNB
Antonio Pitanga, ator
Armando Freitas Filho, poeta
Arnaldo Carrilho, servidor público aposentado
Artur Henrique, sindicalista, secretário relações internacionais da CUT para as Américas
Artur Scavone, jornalista
Aton Fon Filho, advogado
Beatriz Cintra Labaki, socióloga
Beilton Freire da Rocha, médico
Benedito Prezia , antropólogo e escritor
Bernadette Figueiredo, professora
Betinho Duarte, administrador de empresa
Bruno Barreto, cineasta
Carlos Azevedo, jornalista
Carlos Duarte, advogado
Carlos Eduardo Niemeyer - Fotógrafo
Carlos Enrique Ruiz Ferreira, professor, coordenador assuntos institucionais e internacionais da UEPB
Carlos Roberto Pittoli, advogado
Carlos Walter Porto-Gonçalves, geografo, professor universitario UFF
Carlota Boto, pedagoga e professora da FEUSP
Carolina Abreu
Ceci Juruá, economista
Cecilia Boal, psicanalista
Célio Turino, historiador, gestor cultural
Celso Frateschi, ator
Celso Horta, jornalista
Cenise Monte Vicente, psicóloga, ex-diretora do UNICEF/SP
Christina Iuppen, professora
Clara Charf, militante feminista
Claudio Adão, jogador de futebol
Claudio Kahns, cineasta
Cloves dos Santos Araújo, advogado, professor universitário UNEB
Consuelo de Castro, dramaturga
Cristiane Souza de Oliveira
Daniel Tendler, cineasta
David Farias, artista plástico, escultor e pintor
Dayse Souza, psicóloga
Débora Duboc, atriz
Derlei Catarina de Lucca, professora
Domingos Fernandes, jornalista
Drauzio Gonzaga, professor universitário UFRJ
Dulce Maia de Souza, ambientalista
Dulce Pandolfi, historiadora, pesquisadora CPDOC/FGV
Edmilson José Valentim dos Santos, engenheiro
Eduardo Ebendinger, ator
Edvaldo Antonio de Almeida, jornalista
Eide Barbosa, gestora de pessoas
Eleonora Rosset, psicanalista
Emiliano José, jornalista e escritor
Emir Sader, sociólogo, professor universitário UERJ
Eneida Cintra Labaki, historiadora
Ercílio Tranjan, publicitário
Eric Nepomuceno, jornalista e escritor
Ernesto Tzirulnik, advogado
Erotildes Medeiros, jornalista
Eugenio Staub, empresário
Fabio Dutra, estudante de direito USP
Fabio Roberto Gaspar, advogado
Felipe Lindoso, produtor cultural
Fernando Nogueira da Costa, economista, professor universitário Unicamp
Fernando Sá, cientista político
Fernando Soares Campos, servidor público
Fidel Samora B.P. Diniz, músico
Flora Gil, produtora cultural
Francis Bogossian, engenheiro, Academia Nacional de Educação e Academia Nacional de Engenharia
Gabriel Cohn, sociólogo, professor USP
Gabriel Landi Fazzio, estudante de direito USP
Gabriel Pereira Mendes Azevedo Borges, estudante de direito USP
Gabriel Priolli, jornalista
Gabriela Shizue S. de Araujo, advogada
Galeano Bertoncini, cirugião dentista
Gaudêncio Frigoto, educador, professor universitário UERJ
Gegê, vice-presidente nacional da CMP - Central de Movimentos Populares
Giane Alvares Ambrósio Alvares, advogada
Gilson Caroni, sociólogo, professor universitário Faculdades Integradas Hélio Alonso/RJ
Gisela Gorovitz, empresária e advogada
Glaucia Camargos, produtora de cinema
Gonzalo Vecina Neto, médico sanitarista, professor da FSP/USP
Guilherme Silva Rossi, estudante de direito USP
Heloísa Fernandes, socióloga, professora USP e ENFF
Hugo Carvana, ator e cineasta
Humberto de Carvalho Motta, estudante universitário
Ícaro C. Martins, cineasta
Idacil Amarilho, administrador
Iná Camargo, professora universitária USP
Iolanda Toshie Ide, professora universitária aposentada Unesp/Marília
Isa Grispun Ferraz, cineasta
Ivan Seixas, presidente do Condepe - Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana
Ivo Rosset, empresário
Ivone Macedo Arantes, arquiteta
Ivy Farias, jornalista
Izabel de Sena, professora universitária, Sarah Lawrence College, NY
Izaias Almada, escritor
Jacy Afonso de Melo, secretário de organização da CUT Nacional
Jane Argollo, coordenadora de Ponto de Cultura
Jessie Jane Vieira, historiadora, professora da UFRJ
Jesus Chediak, jornalista
João Antonio de Moraes, sindicalista, coordenador geral da FUP - Federação Única dos Petroleiros
João Antonio Felício, sindicalista, secretário de relações internacinais da CUT
João Carlos Martins, pianista e maestro
João Feres, cientista político
João Jorge Rodrigues dos Santos, advogado e presidente do Grupo Olodum
João Lopes de Melo
João Paulo Possa Terra, estudante de direito USP
João Pedro Stédile, presidente nacional do MST - Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra
João Quartim de Morais, cientista político, professor universitário Unicamp
Jorge Ferreira, empresário
Jorge Mautner, cantor e escritor
José Antonio Fernando Ferrari, antiquário
José Arrabal, professor, jornalista e escritor
José Carlos Asbeg, cineasta
José Carlos Henrique, arquiteto
José Carlos Tórtima, advogado
José Fernando Pinto da Costa, presidente do grupo educacional Uniesp
José Ibrahim, líder sindical
José Luiz Del Roio, escritor
José Marcelo, pastor batista
Josefhina Bacariça, educadora popular em Direitos Humanos
Julia Barreto, produtora cinematográfica
Julio Cesar Senra Barros, interlocutor social
Jun Nakabayashi, cientista político
Juvandia Moreira, sindicalista, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região
Ladislau Dowbor, economista, professor universitário PUC/SP
Laio Correia Morais, estudante de direito USP
Laurindo Leal Filho, jornalista e sociólogo, professor universitário USP
Lauro Cesar Muniz, dramaturgo
Levi Bucalem Ferrari, escritor e professor de ciências políticas
Lia Ribeiro, jornalista
Lincoln Secco, historiador, professor universitário USP
Lorena Moroni Girão Barroso, servidora pública federal
Lucas Yanagizawa Paes de Almeida Nogueira Pinto, estudante de psicologia
Lucy Barreto, produtora cinematográfica
Luiz Carlos Bresser Pereira, economista, professor FGV
Luiz Edgard Cartaxo de Arruda Junior, memorialista
Luiz Fenelon P. Barbosa, economista
Luiz Fernando Lobo, artista
Luiz Gonzaga Belluzzo, economista, professor universitário Unicamp
Luiz Pinguelli Rosa, professor da UFRJ
Maia Aguilera Franklin de Matos, estudante de direito USP
Maira Machado Frota Pinheiro, estudante de direito/USP
Malu Alves Ferreira, jornalista
Manoel Cyrillo de Oliveira Netto, publicitário
Marcelo Carvalho Ferraz, arquiteto
Marcelo Santiago, cineasta
Marcílio de Freitas, professor da UFAM
Márcio Souza, escritor
Marcionila Fernandes, professora, pró-reitora de pós-graduação e pesquisa da UEPB
Marco Albertim, jornalista
Marco Antonio Marques da Silva, desembargador
Marco Aurélio Belém Purini, estudante de direito USP
Marco Aurélio de Carvalho, advogado
Marco Piva, jornalista e empresário da área de comunicações
Marcos José de Oliveira Lima Filho, doutorando em Direito da UFPB
Marcus Robson Nascimento Costa
Maria Carmelita A. C. de Gusmão, professora
Maria das Dores Nascimento, advogada
Maria do Socorro Diogenes, professora
Maria Guadalupe Garcia, socióloga
Maria Izabel Calil Stamato, psicóloga, Universidade Católica de Santos
Maria José Silveira, escritora
Maria Luiza de Carvalho, aposentada
Maria Luiza Quaresma Tonelli, professora e advogada
Maria Victoria Benevides, socióloga, professora universitária USP
Mariano de Siqueira Neto, desembargador aposentado
Marilene Correa da Silva Freitas, professora da UFAM
Marília Cintra Labaki, secretária
Marília Guimarães, escritora, Comitê Internacional de intelectuais e artistas em defesa da humanidade
Mário Cordeiro de Carvalho Junior, professor da FAF/UERJ
Marlene Alves, professora, reitora da UEPB
Marly Zavar, coreógrafa
Marta Nehring, cineasta
Marta Rubia de Rezende, economista
Martha Alencar, cineasta
Maryse Farhi, economista, professora universitária
Matheus Toledo Ribas, estudante de direito USP
Michel Chebel Labaki Jr.
Michel Haradom, empresário, presidente da FERSOL
Mirian Duailibe, empresária e educadora
Ney de Mello Almada, desembargador aposentado
Nilson Rodrigues, produtor cultural
Noeli Tejera Lisbôa, jornalista
Oscar Niemeyer, arquiteto
Otavio Augusto Oliveira de Moraes, estudante de economia PUC/SP
Otávio Facuri Sanches de Paiva, estudante de direito USP
Pablo Gentili, educador, professor universitário UERJ, FLACSO
Paula Barreto, produtora cinematográfica
Paulo Baccarin, procurador da Câmara Municipal de São Paulo
Paulo Betti, ator
Paulo Roberto Feldmann, professor universitário, USP, presidente da Sabra Consultores
Paulo Thiago, cineasta
Pedro Gabriel Lopes, estudante de direito USP
Pedro Igor Mantoan, estudante de direito USP
Pedro Rogério Moreira, jornalista
Pedro Viana Martinez, estudante de direito USP
Raul de Carvalho, pesquisador
Regina Novaes, socióloga/RJ
Regina Orsi, historiadora
Renato Afonso Gonçalves, advogado
Renato Tapajós, cineasta
René Louis de Carvalho, professor universitário UFRJ
Ricardo Gebrim, advogado
Ricardo Kotscho, jornalista
Ricardo Miranda, cineasta
Ricardo Musse, filósofo, professor USP
Ricardo Vilas, músico
Ricardo Zarattini Filho, engenheiro
Risomar Fassanaro, poetisa e jornalista
Roberto Gervitz, cineasta
Rodrigo Frateschi, advogado
Ronaldo Cramer, professor de direito PUC/RJ
Rose Nogueira, jornalista
Rubens Leão Rego, professor Unicamp
Sandra Magalhães, produtora cultural
Sebastião Velasco e Cruz, cientista político, professor universitário Unicamp
Sérgio Ferreira, médico
Sergio Amadeu da Silveira, sociólogo e professor da UFABC
Sergio Caldieri, jornalista
Sérgio Mamberti, ator
Sergio Mileto, empresário, presidente da Alampyme - Associação Latino Americana de Pequenos Empresários
Sérgio Muniz, cineasta
Sérgio Nobre, sindicalista, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Sérgio Ricardo, cantor
Sérgio Vampre, advogado
Silvio Da Rin, cineasta
Tatiana Tiemi Akashi, estudante de direito USP
Teresinha Reis Pinto, biomédica e pedagoga Consultora UNESCO
Tereza Trautman, cineasta
Theotônio dos Santos, economista
Tizuka Yamasaki, cineasta
Tullo Vigevani, professor Unesp/Marília
Urariano Mota, escritor e jornalista
Vagner Freitas de Moraes, sindicalista, presidente nacional da CUT - Central Única dos Trabalhadores
Valter Uzzo, advogado
Venicio Artur de Lima, jornalista e sociólogo
Vera Lúca Niemeyer
Vera Maria Chalmers, professora universitária Unicamp
Verônica Toste, professora universitária IESP/UERJ
Vitor Fernando Campos Leite, estudante de direito USP
Vitor Quarenta, estudante de direito Unesp/Franca
Vladimir Sacchetta, jornalista e produtor cultural
Wadih Damous, advogado/RJ
Walnice Nogueira Galvão, professora de literatura comparada USP
Walquikia Leão Rego, professora Unicamp
Zé de Abreu, ator