Jornal do Commercio: Policial que Ameaçou Fotógrafo é Afastado.


Agente da DP de Rio Doce foi retirado de suas funções ontem, após aparecer em vídeo apontando pistola para a cabeça do profissional a quem tinha contratado serviço.

A Chefia de Polícia Civil afastou de suas funções, na manhã de ontem, o agente da Delegacia de Rio Doce, em Olinda, no Grande Recife, que foi filmado apontando uma pistola para a cabeça de um fotógrafo. O policial, que não teve o nome divulgado, foi denunciado através do programa Plantão 1-9-0, da TV Jornal. A confusão ocorreu dentro da casa da vítima, quando o agente foi buscar um álbum e um DVD com imagens do aniversário da filha dele. O policial se recusou a pagar a segunda parte do valor e o fotógrafo não quis deixar ele sair do apartamento. Revoltado, o funcionário público sacou a arma e ameaçou a vítima até conseguir sair, levando o material.

O fotógrafo e o policial já prestaram depoimento na Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS). Na queixa feita pela vítima, foi anexado além do DVD com as imagens da agressão, um e-mail enviado pela mulher do policial civil, onde ela avisa que se o material contratado não for entregue, o marido dela iria tomar providências.

“Ele combinou comigo que pagaria R$ 200 no dia da festa e R$ 350 quando eu entregasse o vídeo editado e as fotos. No dia do aniversário só me pagou R$ 100. Demorou uma semana para pagar os outros R$ 100 e não queria pagar o restante”, afirmou o fotógrafo.

Em sua defesa, o policial civil argumentou que perdeu a paciência com o fotógrafo porque o aniversário ocorreu em janeiro e ele postergou por seis meses a entrega do material. O acusado garante que a suposta vítima agiu de má-fé preparando uma câmera escondida e o provocando durante a entrega das fotos e do vídeo.

Além da sindicância na Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social, um inquérito foi instaurado na Delegacia de Crimes contra a Administração Pública para investigar o caso. Em entrevista ontem à TV Jornal, o fotógrafo diz estar aterrorizado após fazer a denúncia contra o policial. O vídeo com as imagens da agressão sofrida pela vítima foi o mais visto ontem na página do JC na internet. Em 24 horas, as imagens tinham sido visualizadas por mais de 10 mil pessoas no Youtube. Enquanto durarem as investigações o policial civil fará trabalho interno da Gerência de Recursos Humanos da Polícia Civil.

 Assista ao vídeo:

Nenhum comentário: